SAP CLT ou PJ – Prós e Contras

Uma pergunta que sempre passa pela cabeça de todo profissional SAP em algum momento da carreira é a seguinte:

“O que é melhor, trabalhar com CLT ou PJ?”

Para quem não conhece os termos, CLT significa que você trabalha pelas leis trabalhistas com direito a férias, décimo terceiro salário, aviso prévio entre outros benefícios dependendo da empresa. Nesta modalidade, a empresa também deposita o INSS e FGTS para você.

Já o PJ é uma modalidade diferente em que o profissional é praticamente um autônomo e como a empresa não arca com os benefícios descritos acima, os salários são bem maiores além do imposto de renda que você recolhe ser menor e o valor que sobra para você (salário líquido) normalmente é bem atrativo.

As empresas que oferecem contratação CLT são normalmente, aquelas em que a carreira a longo prazo é o principal atrativo. Neste caso, profissionais que almejam cargos de liderança acabam optando por estas empresas.

As empresas que contratam na modalidade PJ estão mais interessadas em um perfil mais técnico pois normalmente, terceirizam seus profissionais, seja para empresas de consultoria maiores ou diretamente para o cliente.

Um outro ponto para se destacar é que as empresas de consultoria CLT mais tradicionais investem no treinamento de seus profissionais (algumas mais outras menos) e em um processo de mentoring ser seu guia ao longo da carreira.

Nas empresas que optam pelo PJ esta prática não é muito comum e o profissional precisa buscar treinamentos no mercado para se manter valorizado além de estar bem atento para ter certeza que esta tomando as melhores decisões corretas em termos de alocação e crescimento profissional.

Em um resumo eu diria que para quem busca ou precisa de dinheiro a curto prazo deve buscar a contratação PJ. Mas, para quem busca uma carreira de longo prazo o CLT tem se mostrado a melhor opção até o momento.

Para finalizar, a boa notícia é que você pode ao longo da sua carreira testar os dois modelos. Muitos amigos meus que sempre foram PJ passaram para CLT e vice versa.

O que conta são seus objetivos pessoais e profissionais e a sua capacidade de adaptação pois, cada modelo tem um mindset diferente.

Abraços,

Alex Baroni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *